Home Featured Estudo indica que o alto consumo de gorduras saturadas pode aumentar o risco para as doenças do coração

Estudo indica que o alto consumo de gorduras saturadas pode aumentar o risco para as doenças do coração

4 min read
0
0

Novo estudo conduzido por pesquisadores de Harvard revela que o consumo de grandes quantidades de quatro ácidos graxos saturados – encontrados na carne vermelha, gordura do leite, manteiga, banha e óleo de palma – podem aumentar o risco de doença coronariana. A pesquisa avaliou dados de 115 mil profissionais da saúde dos Estados Unidos, que foram acompanhados pelos estudiosos durante 20 a 26 anos (entre os anos 1984 a 2012).

As descobertas também sugerem que a substituição das gorduras saturadas por gorduras boas, grãos integrais e proteínas vegetais pode reduzir o risco de doença coronariana. O estudo apontou ainda que uma ingestão maior dos ácidos graxos saturados (ácido láurico, ácido mirístico, ácido palmítico e ácido esteárico) estava associada a um aumento de 24% no risco relativo de doenças no coração.

Os resultados do estudo apontam para a importância de uma alimentação balanceada, contemplada por Guias internacionais. “Isso significa reduzir a ingestão de gordura saturada para não mais de 10% do total de calorias e ter uma dieta equilibrada, que inclua frutas, legumes, grãos integrais, óleos vegetais que forneçam gorduras poli-insaturadas e monoinsaturadas, além de nozes, peixes e derivados do leite com baixo teor de gordura”, disse o autor sênior Qi Sun, professor assistente do Departamento de Nutrição de Harvard.

A pesquisa ainda aponta que, como os alimentos normalmente contêm uma combinação de diferentes gorduras saturadas, as recomendações dietéticas devem permanecer focando na substituição dessa gordura pelas insaturadas para a prevenção de doenças coronarianas. A redução de apenas 1% do consumo diário desses ácidos graxos saturados pela mesma quantidade de calorias provenientes de gorduras poli-insaturadas, gorduras monoinsaturadas, grãos integrais ou proteínas vegetais, foi estimada para reduzir o risco relativo de doença coronariana de 4% a 8%. A substituição do ácido palmítico – encontrado no óleo de palma, carne e gordura láctea – foi associada à maior redução de risco.

 

 

Referências:“Intakes of Individual Saturated Fatty Acids and Risk of Coronary Heart Disease in Two Large Prospective Cohort Studies of U.S. Men and Women,” Geng Zong, Yanping Li, Anne J. Wanders, Marjan Alssema, Peter L. Zock, Walter C. Willett, Frank B. Hu, and Qi Sun, BMJ, online November 23, 2016, doi: 10.1136/bmj.i5796

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais Redação
Carregar mais Featured

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.Campos marcados são obrigatórios *

Veja Também

Neste domingo (23/4) a bola rola na 24ª Edição da Copa 2001 Jeans

Vem ai mais uma edição da Copa 2001 Jeans. Tem início neste fim de semana o  evento q…