Volta as aulas: Que tal aprender um novo idioma?

Volta as aulas: Que tal aprender um novo idioma?

Tão importante quanto o ensino na escola regular, é o aprendizado de um novo idioma. Seja para crianças, adolescentes ou adultos, o ensino de língua estrangeira é super importante, para o desenvolvimento pessoal e profissional. Dominar outro idioma é um grande diferencial no mercado de trabalho. Pesquisar e conhecer a instituição de ensino também é fundamental, assim como as estratégias de aprendizagem e métodos utilizados. Em entrevista exclusiva a Metropoli, a Wizard Sete Lagoas, nos falou um pouco sobre a escola e os métodos de ensino. Acompanhe abaixo:

Metropoli: Quais cursos de língua estrangeira serão oferecidos pelo Wizard em Sete Lagoas neste ano?
Wizard: Além do Inglês, lecionamos Mandarim (Chinês), Francês, Italiano, Alemão, Espanhol e Português para estrangeiros.
M – Para quais públicos destinam-se os cursos?
W -Para crianças a partir de 4 anos.
Adultos que querem mudar de vida e ter novas oportunidades, pois através da educação, falando Inglês fluente, as pessoas com certeza tem 61% a mais de oportunidades do que as pessoas que não tem.

M – Qual dos cursos apresentam maior procura?
W– Além do Inglês que já não é diferencial, o FRANCÊS é o mais procurado atualmente.

M – Qual metodologia o Wizard utiliza para que o aluno tenha aprendizado de acordo com o mercado e com o país de origem?
W– Método exclusivo Wizard com foco na CONVERSAÇÃO desde a primeira aula.

M– Como qualifica o corpo de professores para desenvolver o planejamento do ano letivo?
W– Todos os professores Wizard tem proficiência internacional, pois, antes de ingressar na escola são testado e após o ingresso, os testes internacionais são replicados de 2 em 2 anos. E além disso, os mesmos são treinados semestralmente.

M – Como a Wizard vê a diferença entre um cidadão que domina um idioma – o inglês, por exemplo – e outra que sequer tem noção da língua estrangeira?
W -A Wizard vê todas as pessoas como oportunidades para ingressar na missão que há 2 anos faz parte do propósito da rede, que é tornar o Brasil uma nação bilíngue. A diferença entre os dois cidadãos, existe sim para o mercado de trabalho e não para a Wizard, porque, a Wizard pode ajudar ao dois. A Wizard pode ajudar os dois cidadãos a continuar buscando evolução no segundo ou terceiro idioma. Diferencial hoje é ter o terceiro idioma.

M – Quais recursos tecnológicos e didáticos a unidade de Sete Lagoas oferece aos seus estudantes?
W– Oferecemos áudios, vídeos, musicas, entre outros.

M – Estudar e fazer intercâmbio: esta é uma combinação absolutamente necessária?
W – Absolutamente, não. Temos alunos que nunca fizeram intercâmbio e são fluentes. Porém, sempre incentivamos os alunos a fazê-lo. O objetivo do deste processo é para que o aluno sinta segurança ao falar, para “lapidar” pronúncia, para destravar aqueles que se acham travados, serve para consolidar o que aprendeu no curso realizado. Podemos considerar que é a cereja do bolo. Nem todas as pessoas podem fazer intercâmbio. Isso não significa que o nível, fluência ou cadência de quem não faz é pior do que de outra pessoa que teve a oportunidade de fazer. Inclusive, fazer , não significa evolução. É sempre muito bom fazer intercâmbio.

 

Pesquisar e conhecer a instituição de ensino também é fundamental, assim como as estratégias de aprendizagem e métodos utilizados.

Por Redação.

 

 

 

Categories: Destaque, Sete Lagoas

Sobre o autor

Responder ao comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Os campos obrigatórios estão marcados*