Canal Curta! celebra o Dia Internacional da Mulher com 12 títulos no NOW

Canal Curta! celebra o Dia Internacional da Mulher com 12 títulos no NOW

Neste dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, o canal Curta! lança no serviço NOW, da NET, gratuitamente para seus assinantes, um pacote com 10 longas e duas séries documentais sobre importantes figuras femininas e sobre a luta por direitos iguais. São filmes sobre artistas que marcaram época, como Nina Simone e Pina Bausch, e sobre mulheres que lutam por um mundo mais justo, como as protagonistas de “Mexeu com uma, mexeu com todas” ou a ativista americana Angela Davis.

 

PINA – Documentário, 106min – O filme de Wim Wenders, indicado ao Oscar de Melhor Documentário em 2012, além de apresentar um olhar sobre o movimento corporal e a arte da dança, presta uma homenagem póstuma à coreógrafa e amiga de longa data do cineasta, Pina Bausch. Aos 68 anos, a coreógrafa alemã morreu em junho de 2009, pouco depois do início das gravações. Tendo filmado apenas quatro trabalhos para o longa – “Le Sacre du Printemps”, de 1975, “Kontakthof”, de 1978, “Café Muller”, de 1978, e “Vollmond”, de 2006 -, Wenders resolveu seguir com o projeto após a morte de Pina, intercalando cenas dos espetáculos com entrevistas e depoimentos dos bailarinos da companhia.

NINA SIMONE – Documentário, 52min –  Com muita música, o documentário do diretor Frank Lords reconta a vida de Nina Simone, estrela do jazz e voz do movimento negro americano ao lado de Malcolm X e Martin Luther King Jr.  

ZELIA – MEMÓRIAS DE AMOR – Documentário, 100min – Aos 32 anos, Zélia Gattai compra sua primeira câmera fotográfica durante seu exílio em Paris e começa a registrar o mundo ao lado do seu companheiro, o escritor Jorge Amado. Aos 63 anos, escreve seu primeiro livro, “Anarquistas, Graças a Deus”, contando sua infância em São Paulo no início do século XX. Sem querer pegar carona na fama do marido, Zélia opta por uma maneira particular de contar o que viu e viveu, criando uma literatura de forte cunho memorialístico. É com base nos seus livros de memória, no seu acervo de mais de 20 mil fotografias e em entrevistas que o documentário de Carla Laudari constrói um retrato intimista de Zélia Gattai, tendo como fio condutor a história de amor que viveu durante 56 anos com Jorge Amado, personagem principal de sua obra.

MARIA – NÃO ESQUEÇA QUE EU VENHO DOS TRÓPICOS – Documentário, 80min – Uma investigação sobre a vida e a arte de Maria Martins (1894-1973), hoje reconhecida como uma das maiores escultoras brasileiras. O filme revela a grandiosidade da obra de Maria e sua ousadia ao tratar da sexualidade a partir da perspectiva feminina, em uma poética transgressora e pioneira. Em paralelo, resgata sua vida como esposa de um importante diplomata e a ligação com Marcel Duchamp.

MARGHERITA SARFATTI, A MULHER QUE INVENTOU MUSSOLINI – Documentário, 52min – Intelectual, feminista e socialista, a judia Margherita Sarfatti tornou-se amante de Mussolini e deu todo o apoio ideológico, psicológico e político que levou o ditador ao poder. Anos mais tarde, ela perceberia que ajudou a criar seu maior inimigo. O diretor Pierre-Henry Salfati conta sua história neste documentário.

BRUTA AVENTURA EM VERSOS – Documentário, 74min – Ícone da poesia marginal dos anos 1970, Ana Cristina Cesar se matou em 1983, aos 31 anos. Ela criou versos, traduziu poemas e contos, pesquisou sobre cinema e literatura, escreveu artigos, deu aulas, redigiu cartas. Seu estilo direto, porém delicado, visceral e comunicativo influenciou a literatura e a poesia de diversos artistas. O documentário de Letícia Simões procura captar a beleza e a originalidade de sua escrita, seja através da dança de Marcia Rubin, do espetáculo de Paulo José e Ana Kutner ou da poesia de Alice Sant´Anna. Todos, de maneiras diversas e particulares, conviveram com as vírgulas, as pausas, a voz e os olhos da poeta.

LIBERTEM ANGELA DAVIS – Documentário, 97min – O documentário de Shola Lynch retrata a vida de Angela Davis, uma jovem professora universitária nascida no Alabama e conhecida pelo seu interesse na defesa dos direitos humanos. Ao ficar do lado de três prisioneiros negros nos anos 1970, ela entra para a lista das dez pessoas mais procuradas do FBI e se torna a mulher mais caçada dos Estados Unidos.

MEXEU COM UMA, MEXEU COM TODAS – Documentário, 71min – O documentário de Sandra Werneck tem como título um famoso grito de protesto das mulheres que tomaram conta das ruas no Brasil e se organizaram em redes sociais para fazer frente ao machismo. Por meio de depoimentos de mulheres que passaram por situações de violência, o documentário revela que, apesar de conquistas legais, a mulher ainda permanece em situação de vulnerabilidade. Entre outras depoentes, estão Maria da Penha, Joanna Maranhão, Luíza Brunet e Clara Averbuck. 

DESARQUIVANDO ALICE GONZAGA – Documentário, 82min – O documentário de Betse de Paula revisita uma parte importante da história do cinema brasileiro através da vida e da obra de Alice Gonzaga, filha de Adhemar Gonzaga, cineasta sonhador que, em 1930, fundou a Cinédia, o primeiro estúdio de cinema no Brasil. No filme, abrimos o precioso arquivo da Cinédia junto com Alice e conhecemos as histórias dos Gonzaga e suas apostas cinematográficas.

CLARA ESTRELA – Documentário, 71min – O filme de Susanna Lira e Rodrigo Alzuguir narra, por meio de entrevistas em diversos programas de TV e rádio, a trajetória de Clara Nunes, cantora que conquistou o Brasil e vários países do mundo. Ouvimos também as entrevistas publicadas em jornais e revistas por meio da narração da atriz Dira Paes.

NÓS, DOCUMENTARISTAS – Série em 13 episódios de 26min – A série dirigida por Susanna Lira mergulha no universo do documentário brasileiro a partir de depoimentos dos principais cineastas do país que se propõem a filmar a “realidade”. Episódios: Lucia Murat, Susanna Lira, Theresa Jassouron, Beth Formaggini, Claudia Priscila e Petra Costa.

MEMÓRIAS DO BRASIL – Série em 13 episódios de 45min – Em cada programa, uma figura importante da cultura brasileira é apresentada. Episódios: Lia Robatto, Maria Alcina, Mara Salles e Lia de Itamaracá.

Sobre o Curta!

Dedicado às artes, à cultura e às humanidades, o Curta! é um canal independente que acolhe a experimentação e se orgulha de ser um parceiro dos realizadores, artistas, criadores e produtores. Com o compromisso de transmitir 12 horas por dia de programação nacional independente, o canal pauta a sua programação pelos seguintes temas: música, dança, teatro, artes visuais, arquitetura, metacinema, filosofia, literatura, história política e sociedade.

O Curta! pode ser visto nos canais 56 e 556 da NET e da Claro TV, no canal 75 da Oi TV e no canal 664 da Vivo, oferecido à la carte pela operadora. Siga o Curta! nas redes sociais: www.facebook.com/CanalCurtahttps://twitter.com/canalcurta e www.youtube.com/user/canalcurta. Saiba mais em http://www.canalcurta.tv.br.

Categories: Cinema

Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /var/zpanel/hostdata/zadmin/public_html/metropolionline_com_br/wp-content/themes/novomag-theme/includes/single/post-tags.php on line 4

Sobre o autor

COMENTÁRIOS