Baianas Ozadas lança ala de inclusão social “Faz um coração aê” em parceria com a Apae

Baianas Ozadas lança ala de inclusão social “Faz um coração aê” em parceria com a Apae

Mais de 500 mil foliões são esperados no maior bloco de BH com muito axé e homenagem ao Carlinhos Brown; ala de inclusão social cria oportunidades para quem quer acompanhar o desfile mas, no bloco comum, não teria como.

O maior bloco de carnaval da capital mineira, Baianas Ozadas, que agregar ainda mais foliões no dia do desfile oficial. Por isso, na segunda-feira de carnaval, dia 12 de fevereiro, a ala de inclusão social “Faz um coração aê”, em parceria com a Apae, dará oportunidade aos deficientes intelectuais, físicos e múltiplos de curtirem a baianidade com muita “ozadia”. A concentração será a partir das 09h, na Av. Afonso Pena (esquina com rua da Bahia). O cortejo segue pela avenida, em direção à Praça da Estação, mas fará uma parada na escadaria da Igreja São José para a tradicional lavagem, em alusão ao que é feito na escadaria da Igreja do Senhor do Bonfim, na Bahia.

Para viabilizar a ala da inclusão social, o Baianas Ozadas busca associações para ajudar a formar o “Faz um coração aê”, indicando associados e assistidos para participar do bloco. As associações interessadas devem mandar um e-mail até quarta-feira, dia 07 de fevereiro, para [email protected] e solicitar o credenciamento. Caso o deficiente não faça parte de nenhuma entidade, é só enviar a mensagem também. O credenciamento prévio é obrigatório e quem chegar na hora do desfile sem o mesmo não conseguirá participar.

O bloco Baianas Ozadas tornou-se a sensação da folia na capital mineira pelo seu jeito baiano de ser, com vestuários autênticos que vão de saias, à turbantes e balangandãs, representando a legitimidade e irreverência dos carnavais da Bahia não só nas roupas, mas também no som. Em 2017, a bateria do Baianas Ozadas foi às ruas com cerca de 150 integrantes, após uma redução que visou melhorar a qualidade a médio prazo e também fidelizar os integrantes que se comprometem em tocar com o bloco no carnaval de BH. Para 2018, a bateria pretende ter o mesmo número de integrantes e a instrumentação do bloco continua formada por surdos (fundos e dobras), repiniques, e caixas. Além da ala de dança e das crianças, Os Baianinhas, neste ano será apresentada a ala da inclusão social, em parceria com a Apae, que dará a oportunidade para pessoas com deficiência física e intelectual curtirem o carnaval.

Homenagem a Carlinhos Brown

O bloco Baianas Ozadas desfila em 2018 com o tema “Pinte no CarnaBrown”, homenageando o músico Carlinhos Brown, que completa 40 anos de carreira. Brown é um artista multifacetado: é cantor, percussionista, compositor, arranjador, produtor e artista plástico. Possui uma longa lista de sucessos gravados por ele e por outros intérpretes como Marisa Monte, Sergio Mendes, Daniela Mercury, Ivete Sangalo, Caetano Veloso, Maria Bethânia, Milton Nascimento e Shakira.

Além do inegável legado enquanto artista, ele também é engajado com causas socioambientais. Carlinhos Brown fundou em 1994 a Pracatum, uma organização sem fins lucrativos que realiza programas educacionais, culturais e de desenvolvimento comunitário no Candeal Pequeno de Brotas, em Salvador, Bahia. O artista aponta para a necessidade de profissionalização da comunidade e resgate da herança cultural do Candeal.

Baianas Ozadas

O Baianas Ozadas foi criado em 2012 pelo baiano radicado em BH, Geo Cardoso, que convidou um grupo de amigos para sair como uma ala no carnaval da capital. Desde o primeiro ano, todos – homens e mulheres – se vestem com saias, turbantes e colares de baianas em reverência às tradicionais baianas, de forma bem-humorada e compondo um visual peculiar.

No ano seguinte, a ala deu origem ao bloco. E desde então, ele cresceu vertiginosamente ano a ano, se tornando o maior do carnaval de Belo Horizonte. Em 2017, o público ultrapassou o número de 500 mil pessoas. Para 2018, o Baianas Ozadas prepara um repertório com clássicos eternos do Carnaval, ritmos baianos e sucessos de Carlinhos Brown, que vão empolgar os foliões que tomam as ruas da capital mineira.

Serviço:

Desfile de Carnaval Baianas Ozadas 2018

Tema: “Pinte no CarnaBrown”

Ala inclusiva “Faz um Coração Aê”: credenciamento prévio obrigatório até quarta,feira, 07 de fevereiro, pelo e-mail [email protected]

Alas:  Dança, Faz um coração aê (para deficientes intelectuais, físicos e múltiplos) e Os Baianinhas (infantil).

Data e Horário: 12 de fevereiro de 2018, sábado, a partir das 09h

Trajeto: Concentração na Av. Afonso Pena com Rua da Bahia, Centro, Belo Horizonte/MG, parada na Igreja São José para a lavagem das escadarias e depois segue para a Praça da Estação.

Por : Grupo Balo de Comunicação

Sobre o autor

COMENTÁRIOS