Consórcio de veículos leves apresenta alta

Consórcio de veículos leves apresenta alta

Em 2016 a venda de consorcio de veículos leves somou mais 1,1 milhão de unidades, registrando alta de 10,2% sobre o ano de 2015, mesmo com o segmento ter recuado 19,8%. As contemplações somaram 523,5 mil quando se trata de veículos leves, resultado igual ao ano de 2015.
O setor de consórcios, apesar dos números divulgados, obteve uma queda geral, causado pelo fraco desempenho das motos em 2016. Números esses que foram divulgados pela Associação Brasileira de Administradoras de consórcios (Abac).
Segundo a Abac, a novas cotas para motocicleta no ano passado somou 875,6 mil unidades, volume de 18,2 % menor que o de 2015. As contemplações somaram totalizaram 637,9 mil unidades, registrando uma queda de 16,6%. Os números do setor retratam forte impacto da crise nas classes C, D e E. No entanto, em 2015 o consorcio teria respondido por sete em cada moto zero – quilometro vendida no país, de acordo com o que disse a entidade.

Os veículos pesados (Caminhões, ônibus, semirreboques e implementos) também registraram quedas. Em 2016 esse segmento obteve um número de 51,1 mil vendas, obtendo assim um recuo de 6,8% comparado a 2015. E as contemplações 30,2 mil, queda de 5,3%. Tendo em vista a crise na produção e vendas cerca de 30% para caminhões e ônibus, de acordo com a Abac, os consórcios tiveram resultado significativo, com estabilidade em consorciados ativos (eram de 280,5 mil em dezembro de 2016, comparado á dezembro 2015 que obteve 278 mil).

A venda de novas cotas registrou queda de 4,7%, e a venda de novas contemplações de 9,8% ficando abaixo do ano de 2015. Resultado obtido através do balanço geral entre todos os segmentos (Leves, pesados e motos).

Por Redação

Categories: Giro

Sobre o autor

Responder ao comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Os campos obrigatórios estão marcados*