Prefeitura abre no auditório da Casa da Cultura a “Semana Nacional do Trânsito”

 

A “Semana Nacional do Trânsito” é comemorada de 18 a 25 de setembro, tendo como tema neste ano de 2015, “Seja Você a Mudança no Trânsito!” Dentro deste objetivo, nesta sexta-feira (18), às 9 horas, foi realizada no auditório da Casa da Cultura, a cerimônia de abertura da “Semana”, com a realização de uma palestra proferida pelo assessor jurídico da Secretaria Municipal de Segurança, Trânsito e Transporte (Seltrans), Waldeir Velloso, que contou com a presença do secretário coronel Sílvio Augusto, servidores da Seltrans, convidados de demais secretarias, do comandante da 14ª Companhia de Missões Especiais da PM,tenente coronel Ivan Alves e do cabo Welton da Silva.

 

De acordo com o secretário coronel Sílvio, o próprio tema da “Semana Nacional do Trânsito” é sugestivo. Segundo ele, entre os grandes problemas que temos na sociedade hoje, “um é a questão da Segurança e o outro envolve a realidade do Trânsito”, onde se perdem muitas vidas. “Através da campanha ‘Maio Amarelo’ da Organização das Nações Unidas (ONU), acompanhamos os diversos problemas. Ao falar do ‘Plano de Mobilidade Urbana’ deparamos com o pouco interesse e participação. Também o tema da redução de velocidade tem dominado a mídia e o Brasil tem automaticamente conseguido alguns resultados positivos. Realmente, o que a gente precisa é de mudança no comportamento do condutor. Algumas coisas já são perceptíveis. Um exemplo disso é o respeito à velocidade que tem acontecido em locais sinalizados. No mais, agradecemos a presença  de todos!”

 

Em sua palestra, Waldeir Velloso levantou a questão: “Que valor tem sua vida?” Segundo ele, a mudança no trânsito tem que ser feita por nós mesmos. “Há números assustadores no seguimento e que nem mesmo assim, sensibiliza muito os condutores: até maio, a frota mundial de veículos levantada já era de 1.050.000.000, a nacional é de 75.000.000, a de Minas é de 9.000.000 e a de Sete Lagoas era de 120.000. No mundo acontecem 1,2 milhões de mortes por ano no trânsito, no Brasil  ocorrem 400.000 acidentes com 40.000 mortes, sendo que 25% são em motos. Assim sendo, se não houver sabedoria para a utilização do automóvel, ele se torna uma arma. É necessário haver uma educação, sobretudo desde o ensino fundamental. Nesse sentido, seria importante que houvesse a inclusão na grade curricular dos alunos, de uma disciplina de educação no trânsito.”, avalia.

 

DSCF1335

 

 

 

 

 

 

Categories: Sete Lagoas

Sobre o autor

COMENTÁRIOS