buscar
sexta-feira, 27 de março de 2009 - 11h36 - da Redação

Horta comunitária, um projeto que deu certo


Alterar tamanho da fonte  Aumentar tamanho da fonte Diminuir tamanho da fonte Redefinir tamanho da fonte

A horta comunitária é um antigo programa desenvolvido pela Prefeitura Municipal de Sete Lagoas que deu certo. Atualmente, a cidade conta com seis espaços destinados à agricultura familiar, três na área de servidão da CEMIG (bairros JK, Nova Cidade e Montreal/Canadá), dois em terrenos da prefeitura (bairros Cidade de Deus e São Paulo) e um em um terreno arrendado para os produtores (bairro Vapabuçu). Cerca de 292 famílias são beneficiadas pela idéia. O projeto, iniciado há quase 25 anos, é uma iniciativa pioneira, responsável por incentivar a segurança alimentar dos produtores e gerar renda, uma vez que o excedente de produção é comercializado.

Nas hortas, o espaço cedido aos agricultores é dividido em quadras, que podem variar entre 240 e 360m². Cada quadra contém cerca de 16 canteiros. A Prefeitura custeia despesas com água e funcionários, os chamados instrutores de horta (responsáveis por orientar os produtores e intermediar a relação entre eles e a administração pública) e, em contrapartida, solicita que os produtores doem um canteiro de sua quadra para a merenda escolar (doação periódica). O poder público também se encarrega de buscar convênios e investimentos para o projeto. Hoje, a Prefeitura Municipal conta com parceiros de peso que ajudam a desenvolver o trabalho realizado nas hortas comunitárias, casos da EMBRAPA, EMATER, IMA e Banco do Brasil.

hortacomunitaria_webPara Aroldo Rocha, Coordenador de Atividade Urbana da Prefeitura, o projeto traz enormes benefícios para a cidade. “O trabalho desenvolvido nas hortas é muito maior que simplesmente produzir alimentos. Quando produzido aqui, o alimento deixa de ser buscado fora. Aquele recurso que seria mandado para outra região, causando evasão de divisas, acaba circulando dentro do próprio município. Quanto mais dinheiro circula na cidade, mais há geração de riqueza. Por isso, pode-se dizer que o programa gera resultados em diversas áreas”, afirma o engenheiro agrônomo.

As hortas comunitárias também são uma referência de agricultura urbana. Diversos países já vieram à Sete Lagoas conhecer o modelo desenvolvido aqui. Recentemente, o Incra também esteve na cidade para conhecer o projeto. A entidade tem o objetivo de implementar um programa semelhante em seus assentamentos. Além disso, os alimentos produzidos pelo projeto não utilizam agrotóxicos, possuindo, inclusive, selo orgânico (sem agrotóxicos e sem adubo químico).

Para a coordenadora das hortas comunitárias de Sete Lagoas, Ariane Santos, o projeto mudou a mentalidade dos produtores locais. “É muito bom ver esse crescimento. Muitos agricultores estão se profissionalizando, buscando cursos, investindo na área como profissionais de comercialização. Prova disso são as associações que foram formadas dentro de cada horta. É muito gratificante ver que não só o projeto das hortas está crescendo, mas as pessoas que estão inseridas nele. E é o que a gente mais quer, ver essas pessoas inseridas novamente na sociedade”, emenda Ariane.

Em 2009, a Prefeitura espera implementar mais duas hortas comunitárias na cidade e construir três tanques de psicultura. Assim, os produtores locais diversificarão seus produtos, através da criação de peixes, e terão capacidade própria para irrigar seus terrenos.

16 comentários sobre “Horta comunitária, um projeto que deu certo”


  • joao mendes rodrigues disse:

    Como nós temos acesso a dois rios: Paracatu e rio Caatinga fica muito oportuno a implementação desse projeto em nossa comunidade quilombola que luta para atraves de projetos; trabalhar a economia solidaria baseada na sustentabilidade, como forma de conquista do social. Vejo que sera de grande valia a implantação desse projeto. Estaremos no aguardo dos dados e gostariamos de contar com a presença de uma equipe para nós orientar sobre o projeto em nossa região. A carência de um povo esta ligada a sua ignorrância em persistir no mesmo erro.

  • Eugenio Ferreira disse:

    Parabéns pelo projeto!, gostaria de recebe-lo, pois gostaria de implantar o modelo aqui na cidade de unai-mg. obrigado!!

  • Josiane Martins disse:

    Prezados, boa tarde.
    Gostaria de saber como faço para, doar materia organica para a horta.

    Aguardo retorno.

  • Antonia Lindimaria disse:

    Ola meu nome e mara e sou presidente de uma associação e preciso muito de ajuda pra fazer uma horta comunitaria,confesso que nem sei por onde começar.se pudesse me da alguma dica eu ficarei muito grata.

    Rio Grande do piaui – PI

  • vilma diniz gurgel disse:

    estamos planejando fazer uma horta comunitaria em minha cidade.Tenho informaçoes de que o projeto de voces e um sucesso.Ja conseguimos a doaçao de um terreno de 500m2,tambem ja tivemos doaçoes de empresarios locais para fazer a terraplenagem, que ficou exelente.meu interesse e saber mais detalhes(quantos puderem me enviar) para planejarmos nossa horta da maneira mais correta possivel , para termos bons resultados como os de voces.Usaremos so produtos oganicos, nada de quimico )esta e nossa ideia.Pretendemos atender em media umas 20 familias, para começa.Por favor nos ajude; fiz 2 cursos de fardinagem e estou cursando “Paisagismo basico’ VIA ON-LINE NO IBRAP-SP.
    Vilma

  • Isaac Branco disse:

    Caros Srs. estou entrando em contato porque nossa associação que tem 22 anos de idade mas sem nenhuma atividade em destaque , agora estou preparando um projeto de horta comunitária para a comunidade , estou na cidade de Conceição do Rio Verde , Distrito de Águas de Contendas , MG com 800 habitantes e sem perspectiva de sobrevivencia a não ser o de estar a mercce do Estado com suas regras.
    Bem gostaria de saber e de popoder ter uma ajuda sobre o projeto e patrocinador , como conseguir um apoio para começar.
    Aqui temos a melhor agua ou a unica gasosa com Vanadiundo mundo .
    Ajude nos

    Artenciosamente

    Isaac Branco

  • Edemir Siqueira disse:

    Bom,meu nome é Edemir Rodrigues de Siqueira sou agente comunitário de Saúde e presidente da Assoc.dos acs e ace do município de Ourolândia no Estado da Ba.
    Como é importante ver projetos desse tipo,saber q ainda existem governos preocupados principalmente com famílias de baixa renda,e não só apenas com eles e suas famílias e elites. Estamos também implantando um projeto desse porte no distrito de Lagoa do 33 no município de Ourolândia, projeto da prefeita Yhonara Rocha Freire. Onde vamos beneficiar principalmente as famílias de baixa renda. Por tanto quero parabenizar á todos vcs.

  • Geraldo Vasconcelos disse:

    Parabéns pelo o excelente trabalho desemvolvido em sua região. Estou trabalhando junto há uma comunidade riberinha que já estão plantando hortalicia mais sem ajuda financeira, gostaria de obter o modelo de voces para que possamos implanatr aqui também junto ao povo ribeirinhos do solimões. Será de grande valia para nós em especial para as familias que lá moram e precisam alabvancar a renda familiar. Grato, desde já.

  • Renato disse:

    Gostei muito do trabalho feito aí. Sou presidente da associação comunitária nossa senhora aparecida de Sabiaguaba – Amontada – Ceará. E estamos pensando em implanta uma horta comunitária e gostaria de ter maiores orientações de como poderiamos fazer que a nossa horta fosse tão bem sucedida quanto a de vocês. Há parabéns pelo belo trabalho de sua comunidade.
    Renato
    Presidente da Associação.

  • ALAIR RICARDO disse:

    Olá meu nome é Alair Ricardo, e gostaria de parabenlizar a vcs pelo lindo projeto, sou presidente de uma associação comunitária, já trabalho com uma comunidade com um projeto como este, gostari de saber se eu posso fazer uma visita e este de vcs, pois estou bem perto de vcs, desde –já agradeço a colaboração de todos.

  • Walmira disse:

    Gostaria de mais informações sobre este projeto, pois estou pretendendo dar início a uma horta comunitária, com famílias de baixa renda residentes em Marechal Deodoro/AL. Já consegui a doação de um terreno e também já conversei com a comunidade que será envolvida neste projeto de grande poder de mudanças na vida de cada um. Gostaria de saber quais as formas, de após o plantio e a colheita, como podemos fazer para introduzir melhor estes produtos no mercado, e trazer além do alimento orgânico, uma renda extra para aquisição de outros produtos para cada família envolvida no projeto? Obrigada!

  • eliana emerim disse:

    sou professora de rede púplica municipal,Taquari RS.
    busco desenvolver um projeto de horta comunitária na creche onde trabalho gostaria de conhecer melhor este projeto pois ja visualisei reportagens sobre este assunto.Acredito que sua contribuição sera de muita ajuda para desenvolcermos o nosso prjeto aqui em nossa escola e comunidade.
    obrigado por sua atenção.

  • Hannes Tavares disse:

    Olá
    sou Hannes Tavares de Correntina,localizada no Oeste da Bahia,trabalho na secretaria de agricultura do município, é de grande importancia para nós correntinense conhecer melhor esse trabalho de vcs com Hortas comunitárias. Portanto caso seje possível mande para nós modelo desse projeto para que possamos mutiplicar essa idéia, só assim mudaremos essa realidade deste país, dando a isca para o povo trabalharem e não dando o peixe já pescado.

    Atenciosamente,

    Hannes Tavares – Técnico Agrícola

  • Metropoli disse:

    Olá Nara!
    Para saber sobre o projeto da horta comunitária da Prefeitura de Sete Lagoas, entre em contato pelo e-mail prefeito@setelagoas.mg.gov.br e saiba mais.
    Agradecemos o contato.
    Att.,
    A Redação.

  • nara cardona disse:

    oi,
    sou professora de biologia e estou com um projeto horta na comunidade, e gostaria de ter o modelo que vcs implantaram na cidade, seria possível.Estou no interior do amazonas, em anori, e é grande a necessidade de se criar frente de trabalho e sustentabilidade.
    agradeço com carinho a ajuda.
    nara cardona

  • mauricio disse:

    este, é um proyeto com gran cualidade mostra o fornecimento, o interesi, o valor do trabalho campones e además benefica a muitos, estos são os proyetos que se han de impulzar ante o gran problema do aquecimento global, pois aportam tambem pra fazer amizade com a natureza.

Deixe seu comentário!