Home Featured Doenças respiratórias mais comuns nos cães

Doenças respiratórias mais comuns nos cães

6 min read
0
0

Com as mudanças bruscas de clima, não só os humanos ficam mais susceptíveis a infecções respiratórias, os animais também sofrem bastante com as oscilações de temperatura. São três as doenças pulmonares caninas que se manifestam mais comumente nos meses de temperatura baixa e tempo seco . São elas a bronquite, a traqueobronquite e a pneumonia. A bronquite é uma inflamação aguda ou crônica da traquéia e dos brônquios que se não tratada adequadamente, pode evoluir para pneumonia.
Manifesta-se com tosses espasmódicas, na tentativa de remover o acúmulo de muco e secreções das vias respiratórias; a tosse é normalmente mais grave após o repouso, mudança de ambiente ou no início do exercício. A temperatura do cão pode estar ligeiramente aumentada.
A traqueobronquite infecciosa (tosse dos canis) resulta da inflamação das vias aéreas superiores. Em cães que se alimentam bem e, consequentemente têm boa resistência, é facilmente tratada. Se não tratada pode evoluir para broncopneumonia fatal em filhotes ou bronquite crónica em cães debilitados, doentes ou idosos. A doença espalha-se rapidamente entre os cães suscetíveis alojados em conjunto.
Um certo número de organismos virais e bacterianas podem causar tosse do canil. É comum ter infecções com mais do que um destes organismos ao mesmo tempo.
O sinal mais comum é a tosse espasmódica e seca, que pode ser seguida por vômito e engasgamento.
Os cães afetados têm poucos ou nenhum sinal adicional. A temperatura geralmente permanece normal.
O desenvolvimento de sinais mais graves, incluindo febre, secreção nasal purulenta, depressão, perda de apetite e uma tosse produtiva, especialmente em filhotes, geralmente indica a presença de uma infecção adicional, tal como cinomose ou broncopneumonia.
A pneumonia pode ser causada pela entrada de agentes infecciosos ou não nas vias aéreas. Os agentes infecciosos são as causas mais comum de pneumonia em gatos e cães e a maioria está em quatro grandes grupos: as pneumonias virais, as bacterianas, as parasitárias e as fúngicas .
A pneumonia é uma causa importante de mortalidade em cães e gatos, normalmente necessitam internamento para tratá-la.
O diagnóstico de todas elas deve ser definido pelo Médico Veterinário através da história clínica, exame físico, sinais clínicos, exames complementares e pela exclusão de outras causas de tosse.
Repouso, melhoria das condições de vida do animal, boa alimentação e higiene são fundamentais na recuperação dos animais afetados.
Várias vacinas estão disponíveis para proteger tanto filhotes como cães adultos contra várias doenças respiratórias como a cinomose, parainfluenza canina, adenovírus 2 e Bordetella bronchiseptica.
A vacinação é recomendável, principalmente aos animais que costumam ter contato com outros cães, seja em passeios, nos pet shops ou em canis.

O Médico Veterinário irá recomendar os tipos de vacinação e calendário de vacinação mais adequado para o seu cão.

Por Leila Robini Veterinária

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais Redação
Carregar mais Featured

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.Campos marcados são obrigatórios *

Veja Também

Esta semana o Ferro Velho Pub realiza Sexta Mix em prol da APAE

Dia 26 de maio, sexta-feira, a partir das 22 horas, no Ferro Velho Pub, acontece o show em…