Home Saúde Vida Saudável Caminhando pela saúde

Caminhando pela saúde

8 min read
1
0

CaminhadaO ato de andar faz parte de nossa vida e a caminhada como exercício é simplesmente o ato de andar, porém num ritmo mais acelerado e aumentando a freqüência cardíaca. No entanto, como qualquer outra coisa que envolva a saúde, requer cuidados para que seja um benefício e não mais um agravante.

Convidamos o fisioterapeuta Giuliano César Lanza para responder algumas perguntas e dúvidas.

1. Quais os benefícios da caminhada? (A curto e longo prazo)

A caminhada regular traz ao praticante vários benefícios como:

– Melhor estabilidade das articulações;

– Aumento da massa óssea;

– Diminuição do risco de lombalgia (dor nas costas);

– Aceleração da recuperação de várias cirurgias;

– Aumento do colesterol HDL (colesterol bom, responsável por remover as placas de gordura das artérias);

– Diminuição do estresse psicológico;

– Aumento da eficiência do sistema imunológico (principalmente em acamados asilares).

Com o aprimoramento da aptidão física, muitas vezes a caminhada isoladamente pode deixar de ser uma modalidade e vir a ser uma forma de tratamento, podendo até mesmo substituir antidepressivos.

2. É melhor correr ou caminhar?

Os dois possuem benefícios. Quem está acostumado a caminhar tem o organismo adaptado ao exercício, já quem fica sentado todo o tempo sentirá mais esforço em caminhar. Então, correr pode ser mais desgastante e requer aptidão e técnica. Na caminhada você tem momentos em que estará com os dois pés no chão ou um de apoio, e na corrida a maior parte do tempo os pés ficam no ar. Correr depende do indivíduo e isso precisa ser analisado.

3. Quando começar? Existe idade certa, alguma restrição?

A caminhada é uma atividade democrática. Qualquer sujeito pode fazer, de qualquer idade, desde que saiba andar… Até mesmo pessoas com idades mais avançadas devem ser encorajadas a caminhar. O custo é zero e os benefícios não tem preço.

4. É fundamental procurar um especialista antes de começar?

É necessário consultar um especialista antes de começar e continuar fazendo acompanhamento enquanto for necessário, principalmente pessoas que sofrem de hipertensão, diabetes ou doenças cardíacas.

5. Qual o gasto energético na caminhada?

Por exemplo, pensando na Lagoa Paulino que tem cerca de 1,5 km, o gasto energético de caminhar de 3 a 6 km/hora pode chegar a 0,6 kcal. Esse número vezes a distância de 6 km (4 voltas na lagoa), vezes o peso corporal resulta no número de calorias gastas. Então, se uma pessoa de 90 kg caminhar 6 km, deverá então consumir um valor estimado de 324 kcal, 15% daquilo que ela consome durante o dia. Quanto mais pesada, mais energia é gasta.

6. Como caminhar (trajes, técnicas, horário)?

Roupas leves e confortáveis, que proporcionem movimento e boa ventilação. Use boné, óculos e filtro solar. No verão use short e camiseta; no inverno proteção para os ouvidos, como um gorro, por exemplo. Você pode acelerar a caminhada aumentando o número de passos por minuto, aumentando a distância entre os passos ou aumentando tanto o comprimento quanto as passadas. Você pode caminhar a qualquer hora conforme sua disponibilidade evitando horários de alta temperatura. No período da manhã, é bom que se faça exercícios e alongamentos suaves e progressivos para que o corpo “desperte” e se adapte ao esforço. Já à noite, caminhe em locais com movimento, evite ruas escuras e bosques, use roupas claras que reflitam luminosidade para que os motoristas tenham cuidado.

7. A caminhada na esteira é diferente daquela feita ao ar livre?

Sim. A diferença está principalmente na resistência do ar, em irregularidades no piso, nas inclinações (mesmo imperceptíveis), no movimento dos braços e no ritmo. Todos dois têm vantagens e desvantagens que devem ser avaliados de acordo com cada caso. Devido a vários fatores, caminhar na esteira, no ambiente da academia pode ser bom para um, porém ruim para outro. É uma questão de disponibilidade e avaliação.

8. O que fazer após caminhar?

Desacelerar os passos aos poucos, sentar, mexer os tornozelos e por as pernas para cima para bombear o sangue para todo corpo. Descansar um pouco e se alimentar.

9. Quais são seus conselhos?

Sempre fazer uma avaliação antes de começar, porque cada indivíduo precisa de técnicas diferentes e de orientação e ter cuidado com esforços excessivos, pois tratar uma tendinite, por exemplo, pode ser muito caro.

giuliano-cesar-lanza1.jpgGiuliano Lanza atende na Academia Nado Livre (3772-1500).

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais da Redação
Carregar mais Vida Saudável

1 Comentário

  1. cida

    05/08/2010 at 17:25

    vc e mto gente boa to com saudades

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.Campos marcados são obrigatórios *

Veja Também

PM PRENDE ASSALTANTE EM SETE LAGOAS

PM prende assalto de loja esportiva …