buscar
quarta-feira, 7 de outubro de 2009 - 09h08 - da Redação

Escola Técnica recebe investimento de R$5,5 milhões


Alterar tamanho da fonte  Aumentar tamanho da fonte Diminuir tamanho da fonte Redefinir tamanho da fonte

escola

A Prefeitura de Sete Lagoas, através da Fundação Municipal de Ensino Profissionalizante (Fumep), assinou ontem, (6/10) convênio com a Secretaria Estadual de Educação para ampliar e aprimorar a oferta de ensino profissionalizante na cidade.

O investimento de R$5,5 milhões inclui a Escola Técnica Municipal na Rede Mineira de Formação Técnica de Nível Médio, por meio do Programa de Educação Profissional (PEP) do governo de Minas.

A parceria traz melhorias na estrutura dos cursos existentes, abre mil vagas para jovens nos dez cursos da instituição e garante a reforma e ampliação da escola.

O prefeito Mário Márcio Maroca encara o convênio como um avanço. “Sete Lagoas começa a preparar seus jovens para o grande crescimento econômico e social que está acontecendo”, diz. Na concepção da secretária de Estado de Educação, Vanessa Guimarães Pinto, o apoio aos cursos profissionalizantes está alinhado às exigências do mercado. “Acompanhamos o desenvolvimento do aluno e do egresso, para onde estão indo e o que estão fazendo”, complementa Vanessa.

Os cursos de Eletrônica, Eletroeletrônica, Edificações, Enfermagem, Gestão Administrativa, Mecânica, Meio Ambiente, Metalurgia, Patologia Clínica e Química receberão 4.167 alunos, com 25 a 30 vagas em cada área. A formação acontece por dois anos.

“O convênio vai possibilitar a melhoria da qualidade do ensino e permitir que alunos do 2º. e 3º. anos do Ensino Médio possam ingressar no curso técnico”, afirma o presidente da Fumep, Leonardo Braga.

Desde 2007, o PEP investiu R$115 milhões em 120 cidades mineiras, formando 100 mil alunos no ensino profissionalizante.

Os cursos são oferecidos nas áreas identificadas como demanda do mercado regional. A intenção é aumentar as oportunidades de formação para 150 municípios, como ocorre em Sete Lagoas. “As pessoas que possuem formação profissional, na crise, tem mais chances. Fora da crise, elas têm as melhores oportunidades”, declara a secretária de Educação Vanessa.

Fonte: SECOM- Sete Lagoas


Deixe seu comentário!